Microagulhamento Dermarroller

Associamos ao laser para obtermos melhor resultado, melhor cicatrização,

 

Pele rejuvenescida e iluminada

O microagulhamento (indução percutânea de colágeno) é uma técnica que utiliza um aparelho manual, um rolo, com várias microagulhas que possuem diferentes tamanhos, podendo variar de 0,25mm até 3,0mm, estas se inserem na pele ajudando na produção de colágeno – sem que provoque a desepitelização total da pele, diferente de ácidos.

O mecanismo de ação se dá de forma que quando a agulha é penetrada na pele, causa uma lesão controlada, e como toda lesão, existe a fabricação de “ingredientes” para a formação de um novo tecido.

Inicialmente, com a passagem do rolo, acontece a perda da integridade da barreira cutânea sendo o alvo a dissociação dos queratinócitos que resulta na liberação de citocinas, entre elas a interleucina -1ª que predomina, resultando em vasodilatação dérmica e a migração de queratinócitos para o reestabelecimento do dano na epiderme (LIMA, LIMA e TAKANO, 2013).

Logo acontece o processo de cicatrização que divide-se em três partes; a primeira a injúria que é a liberação de plaquetas e neutrófilos que são responsáveis pela liberação de fatores de crescimento (LIMA, LIMA e TAKANO, 2013).

Na segunda fase da cicatrização, quando os neutrófilos são substituídos por monócitos, e ocorrem angiogênese, epitelização e proliferação de fibroblastos, seguidas da produção de colágeno tipo III, elastina, proteoglinas e glicosaminoglicanos. No mesmo momento, o fator de crescimento dos fibroblastos, o TGF-a o TGF-ß são secretados pelos monócitos. Cinco dias depois do procedimento, aproximadamente, a matriz de fibronectina está formada, possibilitando o depósito de colágeno logo abaixo da camada basal da epiderme. (LIMA, LIMA e TAKANO, 2013).

Na terceira fase, a maturação, o colágeno tipo III começa a ser substituído por colágeno tipo I que é um colágeno com mais qualidade (LIMA, LIMA e TAKANO, 2013).

INDICAÇÃO:

Indicado para pessoas com flacidez tissular, rugas, cicatrizes atróficas, cicatrizes de acne, estrias, linhas de expressão bem como pode ser usado em fototipos altos.

CONTRAINDICAÇÕES

Esta técnica está contra indicada nos casos de cicatrizes com quelóide, doença vascular, distúrbio hemorrágico, diabetes, uso de anticoagulantes, câncer de pele, alergia ao metal, ceratose solar, verrugas, infecção cutânea, pele sensível, gravidez, pessoas com vírus HIV ou que tenha tido Hepatite C, acne ativa, herpes ativa, rosácea ativa, pele queimada do sol, uso de Roacutan inferior a 6 meses (a pele está fina e reativa).

 Profissional capacitados para você cuidar de sua pele.

Entre em contato conosco e marque um horário.

indica-se 4 a 8 sessões uma sessão a cada 30 dias. Podendo intercala com outros procedimentos.