Acne


 

 

Acne vulgar

O tipo mais comum de acne é acne vulgar. Ela aparece com mais frequência em adolescentes e adultos jovens.

 

 

Acne cística

Acne conglobata é uma forma rara, mais grave, de acne. Ela ocorre principalmente em homens jovens. Na acne conglobata, espinhas grandes se desenvolvem no rosto, peito, costas, braços e coxas. Este tipo de acne pode ser difícil de tratar e muitas vezes deixa cicatrizes.

 

 

Acne fulminante

Acne fulminante é uma forma grave de acne conglobata, que ocorre mais em meninos adolescentes. Na acne fulminante, um grande número de espinhas se desenvolve muito rapidamente nas costas e no peito. Essas espinhas muitas vezes deixam cicatrizes graves. Pacientes com acne fulminante muitas vezes sofrem com febre e dor muscular e óssea.

 

Causas 

Existem diferentes tipos de acne. A acne mais comum é o tipo que se desenvolve durante a adolescência. A puberdade faz com que os níveis hormonais fiquem elevados, especialmente a testosterona. Esses hormônios estimulam as glândulas da pele, que começam a produzir mais óleo (sebo).

As crianças e os adultos mais velhos também podem ter acne.

Superprodução de sebo na pele e concentração de células mortas nos folículos pilosos da pele estão entre as causas de acne. Esses fatores resultam em obstrução, com acúmulo de bactérias e inflamação.

Os folículos pilosos estão ligados a glândulas sebáceas, que secretam uma substância oleosa, conhecida como sebo, para lubrificar o seu cabelo e pele. Quando o corpo produz uma quantidade excessiva de sebo e células mortas da pele, os dois podem se acumular nos folículos pilosos, criando um ambiente onde as bactérias podem prosperar.

Esse cenário pode fazer com que o folículo se torne inchado e inflamado, acumulando pus, formando a espinha. Também pode acontecer de o folículo se abrir e escurecer, gerando um cravo, ou comedão.

 

Fatores que podem piorar acne

  • Hormônios. Os andrógenos são hormônios que aumentam em meninos e meninas durante a puberdade, fazendo as glândulas sebáceas ampliarem e produzirem mais sebo. Alterações hormonais relacionadas com a gravidez e o uso de contraceptivos orais também pode afetar a produção de sebo
  • Certos medicamentos, como os corticoides, andrógenos ou a base de lítio são conhecidos por causar acne
  • Fatores dietéticos, incluindo ingestão excessiva de produtos lácteos e alimentos ricos em carboidratos - como pães, biscoitos e batatas fritas - pode desencadear acne.

 

 

Mitos da acne

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, esses fatores têm pouco efeito sobre a acne:

 

 

  • Alimentos gordurosos e chocolate têm pouco ou nenhum efeito sobre o desenvolvimento ou curso da acne
  • Acne não é causada pela sujeira. Na verdade, esfregar a pele com muita força ou a limpeza com sabonetes abrasivos e produtos químicos irrita a pele e pode piorar a acne. Fazer uma simples limpeza da pele para remover o excesso de óleo e células mortas é tudo o que é necessário.

 

Fatores de risco 

Alterações hormonais no corpo podem provocar ou agravar a acne. Tais alterações são comuns:

 

  • Em adolescentes
  • Dois a sete dias antes do período menstrual
  • Em mulheres grávidas
  • Em pessoas que usam certos medicamentos, incluindo aqueles que contêm corticoides, andrógenos ou lítio.

 

A acne pode ser irritada ou agravada por:

 

  • Estresse
  • Tocar muito no rosto
  • Suor excessivo
  • Deixar o cabelo em contato com a pele, o que pode deixar a pele mais oleosa
  • Trabalhando com óleos e produtos químicos regularmente
  • Atletas ou fisiculturistas que tomam esteroides anabolizantes também estão em risco de agravar ou desenvolver acne.

 

Sintomas de Acne 

Acne se desenvolve mais frequentemente na face, pescoço, peito, ombros, ou costas e pode variar de leve a grave. Pode durar alguns meses, muitos anos, ou ir e vir durante toda a vida.

Geralmente, a acne provoca apenas espinhas e cravos. Às vezes, pode evoluir para cistos e nódulos. As lesões císticas são espinhas que são grandes e profundas, muitas vezes dolorosas e que podem deixar cicatrizes na pele.

A acne pode levar à baixa autoestima e, por vezes, á depressão. Essas condições necessitam de tratamento, juntamente com o da acne em si.

Twitter Estética La Pelle
Google + Estética La Pelle